Literatura, podcasts e sentimentos

Sentimentos à Flor da PeleNos antigos mitos das civilizações ancestrais, os deuses eram a personificação de sentimentos humanos ou de eventos da natureza, como o amor, a morte, a sexualidade, o ódio e tantos outros. Parece-nos natural humanizar as emoções, através das atitudes de personagens, para que possamos entendê-las melhor. Foi baseado nessa idéia que um grupo de podcasters brasileiros se uniu para criar a antologia Sentimentos à Flor da Pele, um pequeno livro com dez contos curtos, mas profundos em significados.

Os podcasts dedicados à literatura estão entre os mais populares da podosfera brasileira. Vários programas abordam a temática dos livros e seus participantes cativam ouvintes, incentivam a leitura e apontam dicas de boas histórias, muitas vezes desconhecidas. No entanto, esses podcasters, apaixonados pelo mundo das narrativas, tão acostumados a criar conteúdo em diferentes mídias da internet, tecendo críticas, elogios e resenhas a obras consagradas, foram desafiados não a falar sobre literatura, mas produz-la.

Seguindo a proposta dos organizadores Anna Schermak (ex-participante do LiterárioCast) e Vilto Reis (apresentador do 30:Min), cada um dos autores escolheu um sentimento como guia e, a partir dele, desenvolveu sua narrativa. Solidão, depressão, obsessão, apatia, raiva, ódio, nostalgia, medo, escapismo e poder se tornam protagonistas em seus respectivos contos.

As dez histórias presentes na antologia são narradas de forma ágil, sem floreios, contando situações que fogem à realidade, mas servem de contexto para o surgimento e desenvolvimento do sentimento-protagonista. Alguns dos autores não são escritores, no entanto a narrativa de todos é concisa e bem desenvolvida. É preciso que se diga que alguns dos contos fogem ligeiramente da proposta ou alguns personagens não representam bem o sentimento que lhes foi designado. Talvez pelo tamanho imposto a cada uma das histórias (apenas 8 páginas por autor) tenha faltado espaço para aprofundar as narrativas e desenvolver melhor cada um dos personagens.

Mesmo assim o livro possui uma qualidade indiscutível: a visão de diferentes pessoas sobre determinados sentimentos humanos. Afinal, sendo algo abstrato, cada qual possui sua própria interpretação de determinada emoção, mas, vista pelos olhos dos outros, o ódio pode ser mais próximo do amor que a obsessão. Ou a raiva pode se aproximar mais da apatia que a depressão. Conhecer como um autor representa suas aflições é um modo de entender melhor nossos próprios sentimentos.

Além dos organizadores, os outros oito autores são participantes dos programas CabulosoCast, LivroCast e O Drone Saltitante. A idéia do livro surgiu através da internet e sua publicação também usou da rede para se realizar. Os gastos de impressão foram pagos através de financiamento coletivo – crowdfunding – realizado através do site Catarse. Pessoas de todo o país, fãs dos podcasts literários, contribuíram com a produção do volume, num processo que transformou podcasters em escritores, com a ajuda de ouvintes que se tornaram leitores.

Anúncios

Debutando no Na Porteira Cast

NaporteiracastFoi com imenso prazer que participei do NaPorteiraCast, um dos meus programas favoritos, talvez o melhor da podosfera nacional atualmente.

Neste episódio, debatemos sobre Imparcialidade – não só na mídia, mas na vida como um todo. Discutimos sobre técnicas jornalísticas, sobre a formação da opinião e debatemos a importância da internet neste novo cenário da comunicação, onde todos têm direito a se expressar.

Neste momento crítico da política nacional, este programa é um ótimo guia sobre como consumir a mídia.

Ouça o programa “NPC #71 – Imparcialidade” clicando neste link.

npc71-500x297

 

Você sabe o que é PODCASTING?

ArtigosHey, você! Sim, você mesmo! Já ouviu algum podcast? Não? Mas pelo menos tem ideia do que se trata, não é? Também não? Então vamos deixar de preguiça e entender melhor o que é esta nova maravilha midiática.

Podcasting é uma recente forma de publicação e distribuição de produtos midiáticos pela internet, que podem ser áudios, vídeos, textos, fotos etc. Diferente do Broadcasting (a radiodifusão – onde um programa é transmitido de uma única fonte para muitos ouvintes/expectadores em massa) o Podcasting é um sistema bem mais personalizável.

Você pode assinar gratuitamente o feed de algum site ou blog que mais goste e, daí então, receber todas as novidades deste site diretamente no seu celular, MP3 player, tablet ou computador, automaticamente, sem você nunca mais precisar acessar aquele site ou ficar buscando pelo tema no Google.

É você quem escolhe a programação que quer acompanhar e o horário em que quer ouvir/assistir/ler aquele conteúdo.

Dentre as mídias distribuídas em Podcasting, a que mais tem se destacado é o podcast, um programa de áudio onde uma ou mais pessoas apresentam e debatem os mais variados temas. De arte e cultura à política e esportes, passando por filosofia, saúde, ciência, História… qualquer conteúdo pode virar assunto dentro de um podcast.

E o melhor: é extremamente democrático!

PodcastVocê não precisa de grandes equipamentos e rios de dinheiro. Basta um computador com acesso à internet, um microfone, um software de edição e muita, mas muita criatividade e jogo de cintura para atrair seus ouvintes!

Mas só por que é acessível e democrático, não pense que é algo amadorístico. Alguns programas distribuídos em podcasting ganharam ares de indústria cultural e hoje são produzidos com qualidade ímpar, superior a muitas rádios. Algumas pessoas realmente ganham suas vidas fazendo podcast e distribuindo na internet. E você deve estar se perguntando: “se já se tornou algo profissional, como foi que eu nunca ouvi falar disso antes?” Pergunta difícil, porque podcasts existem aos montes (cerca de 350 em todo o país) e alguns têm média de 300 mil ouvintes por episódio.

Quem acompanha o Covil já deve ter visto algum post sobre participações minhas em podcasts diversos. Isso é porque há quase dois anos eu entrei neste universo e me tornei integrante fixo da equipe do Telhacast – um portal totalmente dedicado à mídia podcast e ao podcasting de um modo geral, com textos didáticos sobre o assunto e, claro, muitos programas para você baixar e ouvir. Até o momento já gravamos 81 episódios do Telhacast!

O programa publicado esta semana, que conta com participação minha, foi um vasto debate, com pouco mais de 1h de duração, sobre o Caso Varginha e a ufologia brasileira de um modo geral. Para ouvir o programa inteiro, basta clicar neste link ou na imagem abaixo.

Caso-Varginha

A idéia deste post, entretanto, não é apenas fazer um jabá descarado do Telhacast, mas principalmente apresentar esta tão democrática mídia ao leitor do Covil. Claro que eu recomendo e muito os episódios do Telhacast, afinal eu faço parte da trupe e me orgulho muito disto. Porém existem tantos outros podcasts fantásticos espalhados pela podosfera brasileira e alguns merecem muito ser conhecidos e ouvidos. Abaixo, portanto, segue uma lista de alguns dos meus favoritos – uns sérios, outros extremamente divertidos. Escolha o estilo que mais lhe agrade, procure um tema que lhe interessa e ouça! Ouça todos e seja bem-vindo à podosfera!

  • NerdCast – É o maior e mais famoso podcast do país. Foi criado pelos dois nerds mais xiitas da internet, que possuem uma bagagem de cultura pop infinita e um humor pra lá de escrachado. Os programas, por mais variados que sejam (e realmente são, pois tratam desde super-heróis até investimento na bolsa de valores), são permeados de referência à cultura nerd e pop e recheados de bom-humor.
  • GeekVox – O GV não é muito diferente do NerdCast. Seus integrantes são animados e divertidos e fazem um programa voltado para o público jovem, também permeado de citações a cultura geek (que não é muito diferente da nerd) e abordando temas leves como profissões, sonhos, bebidas, jogos etc.
  • Na Porteira Cast – Assim como os dois citados acima, o NPC também apresenta seus temas em forma de debate, contando sempre com três ou mais participantes em cada episódio. No entanto este podcast trás uma linguagem diferente ao abordar seus assuntos sob uma visão interiorana, contando sempre com convidados que moram longe das capitais.
  • Enquadrando e Andando – Diferente dos demais já apresentados, o Enquadrando foca em um único assunto: o cinema! Todos os episódios deste podcast apresentam debates (às vezes leves, às vezes profundos) sobre filmes novos e antigos, sempre com bom-humor, dinâmica e vasto conhecimento.
  • Escriba Café – O Escriba foge totalmente à regra dos demais já citados. Em vez de apresentar seu conteúdo em um debate descontraído, seu autor desenvolve e narra um texto sobre determinado assunto, discorrendo fatos da História humana de maneira crítica e aprofundada e aproveitando do background para criar todo um ambiente sonoro, imergindo o ouvinte em sua narrativa. É, talvez, o mais conciso e sério podcast dentre os aqui citados, porém não possui periodicidade e, às vezes, demora meses até que um novo seja publicado – o que é lamentável.
  • Papo Lendário – É exatamente como diz seu nome: um bate-papo sobre lendas e mitos do presente e da antiguidade. Neste podcast se discute toda e qualquer mitologia do mundo, abordando deuses, seres fantásticos, histórias mitológicas, religiões e a influência de tudo isso na nossa cultura e na do mundo.
  • Palavra Chave Podcast – Este é um programa diferente também. Bem mais curto (com cerca de 20 minutos apenas), aborda fatos do cotidiano sob um viés psicológico. O autor é psicólogo e apresenta sozinho o seu programa, firmando seu monólogo sobre teses de psicologia. Infelizmente possui apenas quatro episódios até o momento e espero que tenham mais.
  • Papo Filosófico – Da mesma forma que o Palavra Chave, o Papo Filosófico também está parado e já não publica um episódio novo há um bom tempo. Entretanto vale muito a pena ouvir os que já estão lá. Apresentado por um filósofo, o PF propõe uma visão filosófica sobre seus temas, apresentados em forma de debate com convidados variados. Já falaram ali sobre carnaval, o programa Mais Médicos do Governo Federal, a Televisão etc. Espero que voltem logo a publicar algo novo.
  • Telhacast – Mesmo já tendo citado o Telhacast várias vezes no início deste texto, preciso incluí-lo também aqui na lista de recomendações. O carro chefe do Telha é seu podcast homônimo, porém há muito que se tornou um portal totalmente dedicado a esta mídia. Além de agregar outros podcasts independentes (como o Enquadrando e Andando, o NossoCast e o PlayerCast), ele ainda possui outros dois programas (Os Comentadores, que fala sobre podcasts em si, e o Po(d)ema, dedicado a narrativas poéticas dos próprio integrantes e também dos ouvintes). Além de tudo isso, o Telhacast ainda tem colunas e mais colunas com tutoriais, opiniões e recomendações para quem se interessa pelo sistema podcasting.

Como disse antes, estes são apenas aqueles que mais gosto e ouço com mais frequência. Existem centenas de podcasts diferentes e uma lista completa de todos eles você pode encontrar no site YouTuner.

Agora que já sabe o que são podcasting e podcast, vá ouvir e divirta-se!

O Orc agora faz parte do Telha

Depois de seis participações no Telhacast, no decorrer de todo este ano, fui convidado por Thiago Miro a ser integrante fixo de sua equipe de podcasters, completando o grupo de dez membros. Agora, caros leitores do Covil, todos poderão me ouvir com mais freqüência no Telha, incluindo o programa desta semana sobre “Filmes Amaldiçoados”.

Não deixem e ouvir os antigos também: a série especial sobre Tolkien e o cast sobre Drácula.

Boa diversão a todos!

Mais uma vez no Telhacast

Mais uma vez fui convidado a participar do Telhacast. Da primeira vez, fizemos uma série de 5 episódio sobre a vida e obra de J. R. R. Tolkien. Desta vez fizemos um especial sobre o atemporal Drácula, de Bram Stoker. Abordamos o livro, seus contextos e suas diversas adaptações para o cinema, além de um apanhado histórico sobre vampiros.

Para ouvir, basta visitar a página do Telhacast clicando aqui.

Um Orc no TelhaCast

Há algum tempo recebi um ilustre convite, feito por Thiago Miro, para participar de uma série de Podcasts sobre a vida e obra daquele que é meu autor favorito: J. R. R. Tolkien. E eis que, após um mês e meio de pesquisas, gravações e muitas risadas pela net, finalmente foi publicado o primeiro dos quatro episódios que serão lançados: “Tolkien e O Hobbit”, um emocionado debate sobre a vida do Professor e seu mais singelo trabalho, a aventura de Bilbo Bolseiro.

Para ouvir o podcast, basta clicar no link abaixo e visitar a página do TelhaCast. Ótima aventura a todos!

TelhaCast #17 – Tolkien e O Hobbit

.

Atualização

Novo episódio da série no ar: Telhacast #18 – A Sociedade do Anel

Terceiro episódio já está no ar: Telhacast #19 – As Duas Torres

Quarto e último podcast da série no ar: Telhacast#20 – O Retorno do Rei

Episódio Especial, apenas com a leitura dos e-mails, correção dos erros, extras e muito mais!

Um orc no AnemiaCast

Caros leitores deste quase abandonado Covil, há algumas semanas fui convidado a participar das gravações dos podcasts do blog Anemia com Refri, mantido por um casal de grandes amigos que conheci na faculdade, o Kikito e a Nana.

Gravei dois programas e ambos já podem ser ouvidos na página do Anemia, nos links apresentados abaixo.

O primeiro foi um bate-papo divertido sobre os mais variados filmes de terror, do cinema trash ao gótico alemão; tudo regado a boas risadas e histórias bastante engraçadas. Já o segundo foi uma discussão séria (ou quase) sobre dois clássicos autores da literatura policial: Agatha Christie e Arthur Conan Doyle, criadores, respectivamente, dos famosos detetives Hercule Poirot e Sherlock Holmes.

Se gostam de ler minhas opiniões publicadas aqui no Covil, agora também poderão ouví-las. Bom programa a todos!

AnemiaCast sobre filmes de terror.

AnemiaCast sobre Agatha Christie e Conan Doyle.